Bitcoin Criptomercado Destaques News
single-image

Tesla confirma cerca de US$ 1 bilhão de lucro com o Bitcoin (BTC)

No dia 08 de fevereiro, Musk havia anunciado que a sua empresa, Tesla, comprou US$ 1,5 bilhão em Bitcoin (BTC)

Ao falarmos de entusiastas do criptomercado, normalmente pensamos em nomes muito comentados em 2021, como é o caso de Elon Musk. E, ao comentar sobre o bilionário, sempre entramos na discussão sobre o impacto de sua empresa no setor. Isso se confirma quando notícias como a mais recente da Tesla emergem em nosso cotidiano. Mas, antes de chegarmos no foco, é importante voltar um pouco no tempo. No dia 08 de fevereiro, Musk havia anunciado que sua empresa comprou US$ 1,5 bilhão em Bitcoin (BTC), o que correspondia a 15% de seu caixa (foi a primeira empresa deste porte a adquirir tal quantia). 

Confira mais notícias em O Monetário

Nesse campo, a empresa anunciou prejuízo de milhões no terceiro trimestre do ano para a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC). Porém, nesse mesmo sentido, a Tesla confirmou com o núcleo que atingiu um lucro superior a US$ 1 bilhão. Segundo arquivos do primeiro trimestre, que foram registrados pela Tesla e a SEC, a empresa de Musk declarou em 31 de março uma participação de finanças em BTC no valor de US$ 2,48 bilhões. Vale lembrar que, naquele momento, o ativo mais popular do mundo se encontrava na casa dos US$ 59.000,00, o que indica que a Tesla contava com aproximadamente 42 mil BTC em seu balanço, como foi noticiado pela Criptonizando

Valor contábil

Já em relação ao valor contábil, que diz respeito ao preço original desembolsado nos ativos, a Tesla detalha que no final do primeiro trimestre do ano o valor era de US$ 1,33 bilhão (indica uma venda de US$ 170 milhões). De acordo com Musk, a ideia de adquirir o BTC naquela época foi para provar que o ativo conta com uma liquidez bem interessante e que faz jus ao que já foi noticiado sobre a criptomoeda. “Não, você não entendeu. Eu não vendi nenhum dos meus Bitcoins. A Tesla vendeu 10% de suas participações. Essencialmente, para provar a liquidez do Bitcoin como uma alternativa para manter dinheiro no balanço patrimonial”, comentou em seu perfil no Twitter. 

Dentro dos trâmites da SEC, a empresa do bilionário entusiasta revelou que o impacto da aquisição foi positivo. Foram gerados aproximadamente US$ 101 milhões na venda de 10% das participações no mês de março de 2021. Com o crescimento e o ATH do Bitcoin nesta semana, os balanços da Tesla estão cada vez mais altos. Fica claro que tanto Elon, como sua empresa, tiveram papel dentro das alternâncias de preços do BTC. O profissional é o homem mais rico do mundo neste momento, com uma legião de fãs. Muitos deles devem ter entrado no setor com a aquisição do ativo pela Tesla e os comentários do entusiasta. Se depender desses detalhes, o Bitcoin continuará seu avanço no senso comum financeiro.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR