Altcoins Educação Tecnologia
single-image

TerraUSD (UST): escalabilidade aprimorada e interoperabilidade

A stablecoin se apresenta como um ativo descentralizado da Blockchain Terra, e é indexada ao Dólar americano

 

Uma das grandes vertentes do criptomercado são as stablecoins, com grandes exemplares de moedas que ocupam lugares relevantes do setor em geral. Um dos exemplos em ativos estáveis é a TerraUSD (UST), que apresenta qualidade da escalabilidade até a interoperabilidade. A stablecoin se apresenta como um ativo descentralizado da Blockchain Terra, sendo indexada ao Dólar americano. O projeto foi desenvolvido para prover valor para a blockchain, e também para oferecer um teor escalonável para DeFi. Além das qualidades já comentadas, a stable fornece precisão em taxas de juros e como será o uso delas em rede. Por esses detalhes, a solução é muito visada por operar sem perder sua escalabilidade.

Um fator de destaque da TerraUSD é sua facilidade de adaptação em carteiras criptografadas. Além disso, ela também tem poder de atuação com DApps por sua referência de preço. A solução, por ser adaptável, transformou o projeto em uma ramificação de outros conceitos, sendo usada com a LUNA, por exemplo, como um token autônomo. Com esse olhar mais completo, podemos observar a TerraUSD como uma das stablecoins mais sedutoras do setor dos criptoativos. No entanto, é importante entender um pouco mais de cada proposta do projeto.

Então como funciona?

Em relação a escalabilidade aprimorada, a TerraUSD conta com um algoritmo que é igual ao valor de ativos estáveis da proposta. Assim, na emissão de um TerraUSD, é preciso “queimar” um ativo de reserva LUNA. Com essa solução, a proposta fornece uma troca fácil, já que os ativos do ecossistema da Terra possuem liquidez total. Desta forma, é possível trocar Terra USD por TerraKRW e assim por diante. Essa solução segue uma tendência forte nesse universo do criptomercado. Mas, além disso, ainda existem alguns tópicos que são bem importantes para uma discussão mais ampla.

Um dos grandes diferenciais da TerraUSD é seu grande potencial de renda passiva, bem evidente na utilização da stable nas taxas de juros estáveis dentro do protocolo Anchor. Esse protocolo é um mecanismo de empréstimo que proporciona um retorno de 20% em economias que envolvem o UST. Assim, a renda adicional e estável surgem com as recompensas, que auxiliam na estabilidade da rede. Automaticamente, a confiança na rede aumenta. Por fim, temos a interoperabilidade da rede que, com o protocolo Dropship, permite a conexão de ecossistemas. Sendo assim, a ferramenta é a responsável por manter a escalabilidade da TerraUSD, tornando a moeda uma stablecoin pioneira em seus pilares.

Leia também:

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR