Criptomercado Destaques News
single-image

Santa Catarina planeja usar Blockchain para evitar inconsistências

A partir de agora, todas as carteiras de identidade produzidas pelo estado devem apresentar o mesmo número para CPF e RG

O Governo do Estado de Santa Catarina pretende lançar uma documentação com numeração única para RG e CPF utilizando a tecnologia Blockchain. O Instituto Geral de Perícias (IGP) divulgou em parceria com o governo o projeto que promete utilizar a Blockchain para construir um novo sistema nacional integrado e seguro para os catarinenses. A partir de agora, todas as carteiras de identidade produzidas pelo estado devem apresentar o mesmo número para CPF e RG. De acordo com o governador Carlos Moisés, utilizar a tecnologia Blockchain é um caminho promissor para a unificação do sistema de cadastro civil do país.

“Essa é uma conquista que tem tudo a ver com o estilo de governança que desenvolvemos. Aproxima o governo do cidadão a partir de soluções inovadoras e eficientes. Além da praticidade de ter uma só numeração para os dois principais documentos em nossas vidas, a fusão do CPF com o RG vai eliminar inconsistências do sistema. Além disso, vai blindá-lo contra a maior parte das fraudes na emissão da carteira de identidade”, explicou.

As vantagens do projeto

Conforme relatou o perito-geral do IGP, Giovani Adriano, a ideia é que, futuramente, os documentos sejam vinculados a um número único nacional do CPF e atrelado à biometria utilizada na carteira de identidade. Segundo ele, isso vai ajudar a manter uma segurança mais rígida no sistema de identificação civil brasileiro. O primeiro teste já foi realizado e, segundo os dados da base estadual da Receita Federal, o sistema integrado da Blockchain já identificou 27 inconsistências apenas na primeira tiragem. 

“A tecnologia é a mesma utilizada no Bitcoin (BTC). A vantagem é que é possível agregar novas federações com o intuito de, com o tempo, o Brasil todo participar dessa mesma rede com segurança”, destacou o presidente do Centro de Informática e Automação, Sérgio Maliceski.

O Governo do Estado ainda destaca que essa nova funcionalidade não tira a validade dos documentos atuais. Sendo assim, não existe a necessidade de solicitar um novo RG. No entanto, eles esperam que essa tendência logo seja adotada por outros estados, tornando o documento de identidade unificado.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR