Educação
single-image

Rally (RLY): Economia digital própria com foco em criação autoral

Uma das grandes vantagens de atuar com a Rally é o recebimento de um ativo de marca personalizável

O Rally (RLY) é conhecido no setor como um protocolo de criação de tokens próprios, focando no desenvolvimento da economia digital interligada com o trabalho realizado pelo usuário. Seguindo esse modelo, os criadores podem acessar seus próprios ecossistemas, fornecendo benefícios e demais vantagens com viés de recrutamento, retenção e monetização de seus seguidores. Uma das grandes vantagens de atuar com a Rally é o recebimento de um ativo de marca personalizável. Esse ativo pode ser utilizado como desbloqueio de conteúdos exclusivos, eventos e outros produtos selecionados, como também pode ser utilizado como monetização direta sem que haja a necessidade de pagar taxas. Na linguagem do projeto, os fãs dos criadores podem mostrar “lealdade” e apoio ao acessar benefícios exclusivos, como confirmam seus desenvolvedores. Além disso, o projeto oportuniza recompensas semanais tanto para criadores como para fãs.

Uma das principais características de destaque do Rally é atuar sem taxas de transação, com uma rede de apoio que impacta diretamente os dois lados do processo. Por esse motivo, seus desenvolvedores afirmam que a plataforma não visa o lucro, e sim a oportunidade de criação de sua própria economia digital que envolve seu ativo, tudo focado em conexão direta e independência de plataformas. De acordo com o White Paper da tecnologia, as moedas dos criadores são emitidas de acordo com a chamada “curva de ligação de token”, que é um modelo de curva com um preço inicial de 1% do preço do RLY no momento da emissão. Ao seguir esse roteiro, o preço do token acaba garantindo a moeda do criador com um fornecimento que vai até 21 milhões de moedas disponibilizadas. O Rally também foca em recompensas dentro da plataforma, que é um meio de incentivo da comunidade do projeto para que haja um engajamento constante e eficiente dentro da rede. 

De acordo com os desenvolvedores do Rally, cada um dos detentores de tokens recebe uma parte proporcional das recompensas geradas pela comunidade, o que significa que ela se beneficia de forma direta das atividades de cada membro. De forma geral, as recompensas passam por um cálculo de comparação do total de apoio em RLY de uma semana do ativo, com o apoio “médio” das últimas semanas (ou no último período mensal, dependendo do mês). Quem é classificado como usuário na plataforma pode atuar em diversas outras redes, ganhando recompensas que são geradas ali. Há também um fato interessante para ser observado no roteiro do Rally, que é na questão de ativos sujeitos ao controle de fluxos, sendo apenas 5% da representação do fornecimento total das moedas em um período de 30 dias com retirada confirmada.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR