Blockchain Criptomercado DeFi Destaques News
single-image

Pledge: a DeFi da Universidade Berkeley e de Stanford

Pesquisadores da Universidade de Stanford e Berkeley contribuíram para o desenvolvimento de uma plataforma que permitirá empréstimo de criptoativos.

 

Demonstrando que o setor do DeFi continua desenvolvendo, desta vez a iniciativa tomou base entre o DHVC, uma empresa de capital de risco, em parceria com Gary LaBlanc, professor da Universidade de Berkeley, Ray Wong e Tortesen Wendl, membros da Universidade de Stanford. O objetivo, dessa forma, é que o Pledge, uma plataforma focada em blockchain, se torne a principal em empréstimo de criptoativos do país. Portanto, o protocolo garantiu US $3 milhões em investimentos para o ecossistema cross-chain, de modo a haver um foco no financiamento a longo prazo para seus usuários.

Operando com o Binance Smart Chain, o grupo almeja colocar a plataforma entre os importantes programas de empréstimos do país. Além disso, também planejam o financiamento de empréstimos tokenizados. Dessa forma, a ideia é focar no facilitamento das transições dos usuários, algo que não havia sido feito pela indústria ainda. A proposta traz como uma de suas funções, a possibilidade dos proprietários diversificarem seus portfólios com outros ativos além das criptomoedas, sem qualquer exposição à volatilidade de taxas ou juros.

O DeFi teve um aumento enorme em relação aos números de popularidade do ano passado. Isso fez com que atraísse um fluxo maior de clientes com a promessa de rendimentos mais notáveis e melhor acesso aos novos mercados. Atualmente a empresa gera quase US $44 bilhões em valor de empréstimos, representando assim um pouco mais da metade da grandeza total.

Leia também:

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR