single-image

Motivos do Bitcoin desvalorizar mais de 20%

O Bitcoin chegou a desvalorizar mais de 20% nas últimas 48 horas, indo de sua máxima de US$$58.640 nesta terça-feira (22) para uma mínima de aproximadamente US$44.900 no dia de hoje. 

A queda foi a maior da história do ativo em dólar, superando os US$12.000. Após dias performando um alto movimento de alta, renovando diversas vezes sua máxima histórica, a queda das últimas horas surpreendeu muitos traders e investidores. Vale ressaltar os motivos que fizeram o Bitcoin corrigir de forma tão forte. 

Baleias movimentaram grandes quantidades para as exchanges

Durante os movimentos de alta das últimas semanas, uma grande parte dos Bitcoins estava depositado nas chamadas “carteiras frias”, fora das exchanges. Com uma oferta menor do ativo, seria natural o preço do mesmo valorizar.  

Entretanto, isso mudou a partir do último domingo (20), segundo a empresa de análises Santiment. Diversas baleias – carteiras que contém mais de 1.000 Bitcoins – começaram a mover seus ativos para as exchanges, aumentando a oferta da moeda e fortalecendo a pressão vendedora. 

Uma única baleia transferiu 2.700 Bitcoins para uma exchange horas antes da mesma renovar seu recorde de preço. Essa quantidade foi a 2º maior em uma única transferência neste ano. 

O despejo realizado pelas baleias buscava uma maior liquidez do mercado. Como a força compradora de pequenos investidores estava muito alta, os grandes players conseguiram liquidar as posições e realizar seus lucros. Segundo dados da Bybt, mais de US$1,5 bilhão foram liquidados durante essa queda.

Vencimento de contratos futuros está próximo

Conforme relatado em nossa análise semanal do ativo, diversas opções de contratos futuros do Bitcoin estão com vencimento previsto para o fim deste mês.  A maior quantidade destes contratos está precificado entre a faixa dos US$44.000 – US$48.000. 

Bitcoin – Análise de Mercado Semanal

As grandes instituições que devem realizar a venda destes contratos possuem grandes interesses do preço se aproximar dessa zona, para evitar grandes prejuízos. Não por coincidência, o Bitcoin parece ter se estabilizado na região dos US$48.500.

Análise Técnica indicava correção do Bitcoin

Diversos indicadores gráficos demonstraram que o Bitcoin estava num preço muito sobrecomprado, necessitando de uma correção. Ao analisarmos o gráfico diário, podemos ver que o RSI estava muito acima dos 70 pontos, e indicava uma divergência entre o topo anterior.

Correções são movimentos naturais e até mesmo saudáveis para os ativos. Conforme mostrado na imagem acima, o Bitcoin pode chegar a cair até a faixa dos US$40.000 – região onde fica as principais zonas de Fibonacci e a média exponencial de 50 períodos.

Todavia, a tendência do ativo ainda é de alta, e devido a grande adoção que a criptomoeda tem tido por pessoas e instituições, será difícil vermos o Bitcoin reverter e entrar num movimento de baixa no longo prazo. 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR