Bitcoin Criptomercado News Tecnologia
single-image

Morgan Stanley prepara pesquisas de criptomoedas

O banco Morgan Stanley avança no criptomercado e cria uma equipe de pesquisa sobre Bitcoins

 

Conforme a revista Bloomberg, o terceiro maior banco de investimentos dos EUA, Morgan Stanley, está juntando uma equipe de pesquisadores para estudar os possíveis usos e benefícios que a criptomoeda pode trazer. Anunciado nesta segunda-feira (13/09), o grupo será liderado por Sheena Shah, uma das principais analistas do Banco em criptomoedas, e deve estudar especificamente a correlação entre os principais ativos virtuais, título de renda fixa e ações no criptomercado.

Morgan Stanley aposta no criptomercado

Antes de tudo, é importante destacar que não é a primeira vez que o Morgan Stanley mostra grande interesse no criptomercado e blockchain. Em abril deste ano, o banco lançou três fundos de ativos para investidores de alto patrimônio líquido, cerca de US$ 2 milhões em ativos administrados. Ao passo que limitava a porcentagem de investimento em instrumentos semelhantes a 2,5% do total de ativos.

No início de março, a firma adicionou uma cesta de ações que possui uma grande exposição a criptomoedas em seu fundo de investimento. Em junho, o Stanley anunciou a compra de 28.289 ações, no valor de cerca de US$ 1,5 milhão, do Grayscale Bitcoin Trust, o fundo público com a maior parcela de Bitcoin em sua posse no mundo.

Da mesma forma como o Morgan Stanley, outros grandes bancos estão procurando estabelecer unidades relacionadas a criptomoedas. Grandes nomes como Megabanks, JPMorgan Chase&Co e Goldman Sachs também divulgaram serviços para negociação de criptoativos. Posteriormente, o Bank of America Corp já instituiu uma divisão de pesquisa. Assim como, o State Street, o segundo banco mais antigo nos EUA, informou o lançamento de um grupo de finanças digitais dedicado aos ativos.

Leia também:

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR