DeFi Destaques Educação
single-image

Hedera Hashgraph (HBAR) e a segurança da internet

O projeto foi feito para permitir e facilitar a criação de DApps com grande poderio de impacto tecnológico

 

Não é novidade alguma que as DApps se tornaram grandes aliadas do mercado financeiro digital, sendo uma tecnologia recente que ajudou a criar alguns projetos de moeda, além de ser uma alternativa bem visada para atuação no setor. Alguns projetos seguem de forma bem consistente o intuito dos aplicativos descentralizados, como é o caso da Hedera Hashgraph (HBAR). A solução se apresenta como uma camada de segurança da internet, como é dito por seus desenvolvedores. O projeto foi feito para permitir e facilitar a criação de DApps com grande poderio de impacto tecnológico. Dessa forma, ela é mais justa e eficiente que outras soluções.

Além disso, a Hedera procura eliminar limitações impostas por Blockchains mais ultrapassadas. Quando a rede afirma isso, é um direcionamento para a instabilidade e falta de velocidade dessas redes. Um grande agente auxiliar nesse processo é o token HBAR, que possui uma função dupla na rede. O primeiro objetivo é servir como um “combustível” que alimenta Smart Contracts, arquivos e transações. Outro objetivo é servir como proteção para a rede, um ato necessário já que é permitido o Stake de HBAR por parte dos usuários da plataforma. Em linhas gerais, essa segurança ajuda a manter a estabilidade da rede.

Mas e quanto a velocidade?

Dessa forma, ao se contrariar de grande parcela do criptomercado, a Hedera se constituiu para não ser “apenas mais uma Blockchain”. Dessa forma, ela introduz em seu conceito um livro-razão denominado de Hashgraph. Essa modalidade tecnológica proporciona maior velocidade com baixo custo e a oferta de escalabilidade presente em processos. De acordo com a proposta, as transações da Hedera estão na faixa de apenas US$ 0,0001 em taxa média de transferência. Aliado a isso, as transações acabam chegando em seu trajeto final em aproximadamente cinco segundos.

A questão da velocidade é ainda mais evidente quando falamos da eficiência da rede em manter uma demanda transacional elevada. De acordo com a Hedera, cerca de 10 mil transações são processadas por segundo, algo bem relevante se comparar com soluções em Blockchain que seguem o modelo de Proof-of-Work (PoW). A rede da Hedera ainda é capaz de fornecer alternativas de emissão de tokens e NFT’s por meio de um código específico. Sendo assim, existe um serviço de consenso ambientado em confiança, isso ajuda a impor segurança e processos verificáveis para aplicativos que entram no conceito das DApps.

Leia também:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR