single-image

Gráficos de Candlestick  

Muitas vezes ao visualizar gráficos ficamos apavorados e julgamos que são monstros de sete cabeças, neste artigo iremos desvendar que não são difíceis de serem entendidos, apenas precisam ser compreendidos, ao decorrer desta matéria iremos explicar uma maneira compreensível para lê-los corretamente.

Criado no século XVII, pelo japonês Homma, ele originou este método para a negociação de contratos futuros de arroz, quais na época eram a maior riqueza do Japão.

Os gráficos de candlestick são frequentemente usados no mercado financeiro, essa ferramenta é fundamental para qualquer trader ou investidor, servem como indicadores, pois através de cada vela conseguimos analisar os próximos desfechos de cada altcoin, isto é, quando interpretados de modo correto são excelentes indicativos.
Como compreender quando negativos e positivos?

Todo padrão de Candle tem um prenome, podendo eles se repetirem, mas não representando uma precisão, além disso cada um possui uma cor indicando uma informação.
Candle de baixa: Quando a figura ilustra um fechamento negativo, sendo sua tonalidade vermelha, indicando que seu valor inicial foi maior que seu término, representando vendas.
Candle de alta: Logo a cor verde equivale que houve maiores compradores, sendo assim, o preço do seu fechamento foi maior que a sua abertura. 

Em ambos podem-se encontrar sombras(pavios), o que significa o preço mínimo e máximo negociado dentro daquele Candle.
Possui como opção visualizar o gráfico em tempos de: diário, semanal, mensal e anual ou em períodos de prazo de 5, 15, 30, 60 e 120 minutos.

Agora que ficou claro o que são os padrões de Candle, veja abaixo o exemplo em imagem:

 

Imagem do Google.com

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR