single-image

Governo tira impostos de importação sobre carteiras de criptomoedas

Nesta quarta-feira (17), o governo brasileiro estabeleceu o corte de impostos para a importação de carteiras de criptomoedas no país. 

A Resolução, que foi publicada no Diário Oficial da União, estabelece imposto zero para bens de informática e telecomunicações, entre eles produtos que são utilizados para armazenar criptoativos, conforme listado no documento:

“Dispositivos de armazenamento de criptomoedas, suportando Bitcoin, Ethereum, XRP, Bitcoin Cash, EOS, Stellar, entre outras moedas digitais, carteira de bitcoin segura, com função de conectar qualquer computador através de USD e com tela embutida de OLED para checagem dupla e confirmação de transações com um único toque em seus botões.” 

A medida pode tornar o acesso a essas carteiras mais acessíveis no Brasil, visto que a maioria desses produtos são importados. Entretanto, em matéria divulgada pelo LiveCoins, o dono da KriptoBr – uma das maiores lojas de carteiras de Bitcoin no país – afirmou que a isenção não deve alterar muito o valor das wallets digitais, visto que outros impostos incidem no preço das mesmas.

Governo tem reconhecido cada vez mais o mundo cripto

Mesmo que a medida não torne as carteiras digitais de criptomoedas mais baratas em nosso país, a decisão de retirar os impostos de importação pode ser vista com bons olhos pelos entusiastas dos criptativos. Cada vez mais o governo brasileiro parece aceitar os ativos digitais como uma forma legítima de investimento e valor monetário. 

Diversas exchanges e fintechs que oferecem produtos em volta das criptomoedas estão sendo reconhecidas pelo Banco Central do Brasil como entidades financeiras. Por fim, em entrevista exclusiva ao nosso site, o deputado federal Áureo Ribeiro informou que provavelmente o governo aprovará uma lei de regulamentação do mercado cripto ainda no primeiro semestre deste ano.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR