Bitcoin Criptomercado News
single-image

EUA vota em taxação do Bitcoin nesta terça

A ideia é que o país americano levante US$ 28 bilhões para obras de infraestruturas

 

Não é de hoje que há um verdadeiro embate entre o Congresso dos EUA com os usuários do Bitcoin (BTC). O debate para uma maior fiscalização da principal criptomoeda do mundo, no entanto, deu um novo passo. Com uma longa discussão, o Senado americano decidiu deixar inalterado o projeto que prevê maior fiscalização do Bitcoin, até terça-feira desta semana. Dessa forma, o projeto será votado da maneira que foi protocolado pelo governo americano, sem constar nenhuma emenda. 

O projeto acontece pela preocupação dos EUA com a falta de fiscalização do Bitcoin e outras criptomoedas. No mais recente relatório do governo americano, o Tesouro confirmou novas medidas fiscais para diminuir incentivos e oportunidades de sonegação fiscal. Dessa maneira, transações acima de US$ 10 mil estarão sujeitas às novas normas do projeto, e empresas que fizerem essas transações, já deverão arcar com o IRS (Internal Revenue Service). Dessa forma, a ideia do Congresso é adicionar as criptomoedas, não apenas o Bitcoin, diretamente no plano fiscal americano. 

Todos são corretores?

No entanto, outro mal estar que o projeto vem causando no setor é a ampla denominação de “corretores” nos documentos. Dessa forma, essa abrangência faz com que mineradores, stakers e desenvolvedores de software, tenham as mesmas obrigações fiscais que os corretores. A tentativa de criar uma ementa contra essa parte do projeto vem fazendo também com que empresários do criptomercado influenciem usuários das moedas a entrarem na briga contra o governo americano. 

Na segunda-feira, Jake Chervinsky, conselheiro geral da Compound Labs, tuitou a seguinte mensagem: 

“Atualização sobre o projeto de lei de infraestrutura no domingo à noite: 

O Senado votou 68-29 pelo encerramento do debate. Queríamos uma votação sobre a emenda Wyden, primeiramente, ou sobre um compromisso Wyden-Warner, mas não tivemos sorte. O Senado precisa esperar até terça-feira para fazer a votação final. Eles ainda podem alterar o projeto de lei antes disso.”

 

Leia também:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR