Altcoins Criptomercado News
single-image

China pretende lançar dinheiro digital em formato fiduciário

A nação asiática, que já tem um projeto avançado de uma Moeda Digital de Banco Central (CBDC), anunciou a pouco a proposta.

 

Nos últimos meses, a China foi um dos países com maior destaque dentro do criptomercado, mas muitas dessas notícias foram sobre a migração das máquinas de mineração e de outros detalhes em prol do movimento ambiental dentro do setor. Agora, o país volta à tona por outro motivo, que é sobre o lançamento de um dinheiro digital em forma de dinheiro físico. A nação asiática, que já tem um projeto avançado de uma Moeda Digital de Banco Central (CBDC), anunciou que o físico irá se juntar com o digital em sua proposta. Segundo a ação, as notas irão atuar como “Paper Wallets”, que é o local de armazenamento do dinheiro.

De acordo com o especialista Richard Turrin, o Banco Popular da China (PBoC) já realiza pesquisas sobre o desenvolvimento do Yuan Digital há quase uma década. No último ano, a China fez testes com essa proposta. “A verdadeira questão é: quem você deixa para trás? Se você entrar no mundo digital, você deixa para trás os idosos? Você deixa para trás pessoas pobres que podem não conseguir comprar smartphones ou um dispositivo?”, comentou Turrin. 

Mas como irá acontecer essa inclusão financeira?

Além disso, o especialista em cripto também comentou, em matéria noticiada na CriptoFácil, que o Banco da China debate essa inclusão financeira. Dessa forma, o centro monetário desenvolveu alguns cartões inteligentes que contam com um leitor de impressão digital. Esse produto foi criado para incluir na proposta aqueles usuários que não usam celulares e outros dispositivos eletrônicos para acessar a moeda e outras ferramentas digitais. “Ir em frente e ir para o futuro é uma coisa maravilhosa. Mas você tem que ter certeza de não deixar as pessoas para trás e isso requer muita reflexão e muito tempo”, concluiu Turrin.

Além disso, o profissional deixou reflexões sobre o avanço desta ideia, dizendo que a China já está anos luz na frente das demais nações. “A China já está muito além da maior parte do mundo com o pagamento móvel digital usando as plataformas de pagamento WechatPay e Alipay”, apontou. Dessa forma, essa proposta vai fazer com a China volte a ser um dos grandes nomes do criptomercado, colocando outras ideias pioneiras e proativas de inclusão digital dentro do setor mais encantador do mundo.

Leia também:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR