Educação News NFT
single-image

BrasilNFT: a plataforma voltada para artistas indígenas

Anteriormente de NFTribos e agora BrasilNFT Artes Originárias, o projeto é um iniciativa que une líderes da ação com povos indígenas

 

A cultura indígena é uma das mais ricas e importantes da história de nosso país. No entanto, infelizmente, não é sempre que vira foco de conversa e vivência no senso comum por falta de abordagem correta da grande mídia. O criptomercado também não havia entrado nesse campo de discussão, porém, entrou recentemente no mundo das NFT’s no Brasil. O país recebeu sua primeira plataforma deste campo tecnológico, que é voltada para os artistas indígenas. Chamado anteriormente de NFTribos e agora de BrasilNFT Artes Originárias, o projeto é um iniciativa que une líderes da ação com povos indígenas.

Objetivos

De acordo com os fundadores da rede, o principal objetivo de sua criação é auxiliar e angariar fundos para as comunidades envolvidas. O desenvolvimento do projeto foi feito em conjunto com a Rarum da One Percent. Em comunicado ao veículo CriptoFácil, o projeto conta que foi ao ar no Dia Internacional dos Povos Indígenas (09/08), mas ainda em uma versão de pré-lançamento. A galeria já conta com algumas peças artísticas para entusiastas do projeto, que devem realizar um cadastro para participar da proposta. O esperado é que a ação completa seja lançada em setembro deste ano.

Dessa forma, o diferencial é em relação ao produto final em termos de NFT, que pode ser digital, como é de costume, ou com uma representação física que virá com informações gerais do artista, do povo indígena e os recursos adquiridos na ação. Outra questão interessante na NFT da BrasilNFT é que ela conta com um acesso em geolocalização, algo único e bem relevante até para o campo dos tokens não-fungíveis, que observam uma crescente interessante de ideias.

Além de ser um elo entre as comunidades indígenas com o criptomercado, a ideia é que as NFT’s também sejam feitas com carbono neutro. ajudando em termos ambientais. Isso é importante para inspirar outras ideias, ainda mais no campo não-fungível que observa um número elevado de criações em 2021. “O BrasilNFT existe para promover o formato da arte em NFT, preservando e reconhecendo todas as suas esferas e garantindo o empoderamento de artistas, criadores e comunidades desassistidas. Sempre através da inovação e da informação”, salientou o comunicado da parceria.

(Arte: “Criptoguerreiros” de Elias Oyxabaten Surui)

Leia também:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR