Criptomercado Educação
single-image

Bitcoin Gold (BTG): A vertente do ativo mais popular do mundo voltada ao usuário

O objetivo principal da rede é unir segurança, estabilidade, processos robustos e características da Blockchain do BTC, para proporcionar experimentação e oportunidades 

Quando um criptoativo se consolida no mercado de forma eficiente por muito tempo, é normal observarmos a criação de vertentes. O Bitcoin (BTC) é o maior e mais conhecido ativo do mercado e, com ele, algumas variações surgiram durante os anos, como o Bitcoin Cash (BCH), o Wrapped Bitcoin (WBTC) e o Bitcoin Gold (BTG). O Gold é voltado para a experiência com a plataforma. O objetivo principal da rede é unir segurança, estabilidade, processos robustos e características da Blockchain do BTC.

Veja mais notícias sobre o BTC

O BTG é um grande aliado tanto do Bitcoin como do criptomercado em um contexto geral, já que ele utiliza artifícios. Um deles é o poder de “hash” do BTC, sendo compatível com o criptoativo e não gerando uma competição com a moeda de Satoshi Nakamoto. Desta forma, a versão Gold existe para desenvolver mais opções aos entusiastas da criptomoeda. E isso tudo sem que eles tenham que se desvencilhar dos conceitos e atuação do ativo digital. Além disso, o projeto foi criado para que o Bitcoin Gold tenha a mesma capacidade de implementação do Bitcoin, mas unindo esses detalhes com outras características que atingem os campos de desenvolvimento das DApps e das DeFi.

Particularidades

Em outras palavras, o BTG é a combinação de propriedades inerentes ao Blockchain do Bitcoin, como é citado no CoinMarketCap. Porém, a versão “dourada” é inovadora no que diz respeito à criação de aplicações gerenciadas dentro da Blockchain. Essa vertente, em uma linguagem mais criptográfica, é um “hard fork” do token original do BTC. Ele busca brechas de atuação para superar alguns quesitos ultrapassados na criptoeconomia. O projeto introduziu o Proof-of-Word para ajudar na escalabilidade do BTC, sendo um contraponto bem eficiente ao Proof-of-Work (PoW) operante há anos dentro da rede.

De acordo com informações da empresa responsável pelo projeto e o CoinMarketCap, a governança e liberdade de atuação dos usuários é essencial para o fomento da descentralização constante da solução, um assunto que é bem complicado no BTC. Por ser uma das primeiras bifurcações do ativo mais popular do mundo, o BTG é uma opção muito visada por investidores e grandes centros institucionais, sendo também utilizado em serviços digitais e tecnológicos. O interessante de vertentes como as que acontecem no Bitcoin e na Ethereum (ETH) é observar a gama de soluções aparentes que surgem. Isso ajuda melhorar ainda mais a sua versão original, como o mercado em um contexto geral. Hoje, medidas de “fork” como essas são mais do que essenciais.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR