Bitcoin Criptomercado News
single-image

A saída maciça de BTC das exchanges

O número é o menor desde 2018; analista que divulgou os dados não acredita que as moedas foram para investidores

 

O balanço de BTC teve uma queda enorme na última quinta-feira (29), quando um lote com 23.530 BTC saiu pela manhã de quinta e outro pela tarde, com 40.181 BTC deixaram as casas de câmbio. A intensa queda de estoque atingiu cerca de 2,4 milhões de BTC. Essa é a maior saída da moeda das casas de câmbio desde 2018. Os dados da Glassnode foram divulgados pelo analista William Clemente.

Esse é um sinal positivo para o mercado de Bitcoins, uma vez que quando a moeda sai das casas de câmbio significa que sua maioria se encontra nas mãos de investidores. Quando elas vão para as exchanges, é um sinal negativo, pois se presume que o interesse dos investidores nas moedas caiu. Clemente, no entanto, destaca que talvez nem todas as moedas tenham ido para investidores.

“Na quinta-feira, houve relatos de saídas massivas de várias exchanges, incluindo mais de 108K BTC de Kraken que fez o seu saldo cair para 62.859 BTC. Eu sou altamente cético em relação a esses fluxos. Suspeito que seja apenas um embaralhamento interno de rotina de fim de mês” escreveu em sua newsletter.

Embora não seja difícil prever o que está por vir, muitos acreditam que a moeda voltou a se mexer após sua alta acima dos US$ 40 mil. Além disso, é válido lembrar que a Binance teve uma queda de 13% de seu volume em criptomoedas. Ela foi de 343 mil BTC para 298 mil em apenas 5 dias. Além disso, segundo a Glassnode, houve um crescimento de entidades ativas na rede diária do BTC. O crescimento é de 30%.

A moeda está hoje na casa dos US$ 39 mil. No Brasil, o BTC está sendo negociado a R$ 198 mil.

Leia também:

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR