Criptomercado Destaques News
single-image

60% das transações de Tron (TRX) estão relacionadas a Smart Contracts

A Tron atua com o processo de Proof-of-Stake (PoS), o que  caracteriza sua atuação visionária por proporcionar saúde energética ao criptomercado

A Tron (TRX) está observando um crescimento bem evidente dentro do seu protocolo, que direciona grande parte de suas transações para o teor de Smart Contracts, um artifício tecnológico de grande impacto no criptomercado. De acordo com dados internos da solução, esse trabalho já passa da marca de 60% de todas as transações ocorrendo dentro da proposta de moeda. Vale citar que a Tron atua com o processo de Proof-of-Stake (PoS), o que  caracteriza sua atuação visionária por proporcionar saúde energética ao criptomercado. De acordo com a Finbold, até o momento da realização dos estudos, foi observado que 2,940,311,757 transações representavam o total que estava em circulação, e que 1,793,930,515 foram “ativadas” por meio de contratos inteligentes, algo que se mostra bem representativo.

Assim, fica bem evidente por meio de cálculos habituais que a porcentagem representa o total já salientado nesta matéria. Os dados do veículo jornalístico foram sustentados e defendidos por análises e informações da TRONSCAN. Um fato bem interessante que agrega outras soluções além da Tron, é totalmente direcionado para a “tendência” atual dos Smart Contracts, que analisam um aumento cada vez mais evidente dentro do criptomercado. Essa “subida” diz respeito à ligação que o utensílio criptográfico conta com uma união bem firme com transações de solução em Proof-of-Stake (PoS). Além disso, a questão de valores acumulados também chama atenção de investidores por ser um dos artifícios mais utilizados dentro do mundo cripto atualmente.

Em outras palavras, podemos afirmar que os contratos inteligentes e a acumulação de valores criptográficos caminham de mãos dadas em suas intenções de impacto, não sendo novidade o aumento contínuo dessa tendência observada pelos núcleos do setor. De certa forma, isso se apresenta como um novo caminho de mercado tanto para investidores como para entusiastas que estão entrando agora no setor dos criptoativos. Como já é de praxe afirmar, o Proof-of-Stake é sim a alternativa mais “correta” em termos ambientais e de impacto social e, ao trabalhar com esse tipo de vertente, há a grande chance de gerar maior impacto, inspirando outras propostas. Quem ganha com isso também é o conceito dos Smart Contracts, que na teoria passariam por um momento de maior divulgação de suas características e impactos tecnológicos/criptográficos.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

VOCÊ PODE GOSTAR